Promon Engenharia participa do desenvolvimento de um dos maiores estaleiros de reparos navais da América do Sul

Publicado em 13/01/2014
O empreendimento, desenvolvido em conjunto com o grupo americano McQuilling Partners Inc., e parceiros, será instalado no município de Lucena, na Paraíba
 
A Promon Engenharia, empresa brasileira com 53 anos de experiência em engenharia e gerenciamento de empreendimentos, participa do desenvolvimento de um estaleiro de grande porte, voltado especificamente para o atendimento do mercado nacional e internacional de docagens e de reparos navais a ser instalado no litoral norte do Estado da Paraíba. O anúncio do empreendimento foi feito no dia 12 de dezembro, pelo Governador Ricardo Coutinho, durante solenidade realizada no Palácio da Redenção para assinatura do Protocolo de Intenções referente ao novo empreendimento. A unidade será comparável às maiores instalações do gênero no mundo e já deverá estar em operação a partir de meados de 2017.
 
O empreendimento recebeu a denominação de Empresa de Docagens Pedra do Ingá - EDPI, em alusão ao importante sítio arqueológico localizado no Estado da Paraíba e conhecido no mundo todo. O local escolhido para a implantação do projeto foi o Município de Lucena, Distrito de Costinha, na foz do Rio Paraíba e defronte ao Porto de Cabedelo.
 
“A Promon Engenharia participa desde o início do desenvolvimento do projeto, incluindo a elaboração dos estudos técnicos e da escolha da área, que tem aproximadamente 83 hectares e se mostrou ideal para a implantação do projeto, já que está em áreas abrigadas e favorece o acesso ao porto. Para os estudos ambientais contamos com a expertise da Brandt Meio Ambiente, subsidiária do Grupo Promon”, informa Bruno Picozzi, diretor de novos negócios da Promon Engenharia.  O projeto conta também com a participação de uma equipe de projetistas de empresas portuguesas com ampla experiência na construção e operação de estaleiros voltados para a atividade de reparo.
 
O estaleiro estará capacitado para efetuar a docagem de qualquer navio da frota mercante mundial. “Nenhum outro estaleiro de reparo naval na Bacia do Atlântico Sul terá esses recursos. Em sua capacidade máxima, poderá efetuar a docagem de mais de 100 navios por ano, o que inclui navios de cabotagem, de importação e exportação e em trânsito nas principais rotas de comércio dos segmentos da frota de navios graneleiros, petroleiros, contêineres e embarcações de apoio offshore”, enfatiza Celso Souza, diretor da McQuilling responsável pelo projeto.
 
O projeto será implantado em fases e em sua configuração final, será composto de dois diques secos, e um sistema de Hydrolift/Ship,transfer capaz de docar, simultaneamente, mais de quatro embarcações.  “Seguramente, será uma das maiores e mais modernas instalações do tipo no hemisfério sul”, ressalta Celso Souza.
 
A estimativa é de que sejam criados 2.000 postos de trabalho durante a fase de construção e na fase operacional, quando em plena capacidade, a previsão é de que a unidade empregue aproximadamente 1.500 trabalhadores, gerando mais de 4.500 empregos indiretos. O processo de licenciamento ambiental terá início em 2014, Após o licenciamento, a construção será feita em fases com a duração esperada de 36 meses.
 
Sobre a Promon Engenharia - www.promonengenharia.com.br
 
Fundada em 1960, a Promon Engenharia, pertencente ao Grupo Promon, é uma empresa brasileira reconhecida por sua competência em engenharia, gerenciamento de empreendimentos e forte capacidade empreendedora. Sua atuação abrange prioritariamente projeto, integração e implementação de soluções complexas de infraestrutura para setores-chave da economia. Entre eles, destacam-se mineração e metalurgia, energia elétrica, óleo & gás, indústrias de processo e química e petroquímica.
 
Em seus 52 anos de atividade, a Promon Engenharia desenvolveu um dos mais expressivos conjuntos de projetos já realizados por uma empresa nacional nas áreas de infraestrutura. Neste período, participou de iniciativas que trouxeram impactos diretos para o desenvolvimento do país, como a construção de refinarias de petróleo, unidades petroquímicas, terminais marítimos, usinas geradoras de energia e seus sistemas de transmissão, plantas siderúrgicas e de mineração, indústrias automotiva e aeronáutica, implantação de redes de telefonia, edificações comerciais, além de grandes projetos ferroviários, rodoviários e de transportes urbanos.
 
O destaque como “Empresa do Ano”, conquistado pelo Grupo Promon, na edição de 2011 do anuário “Melhores e Maiores” da revista Exame, a presença constante do Grupo nos rankings das melhores empresas para se trabalhar e das empresas-modelo em sustentabilidade empresarial, conquistas como o Prêmio “MAKE – Most Admired Knowledge Enterprises” e o “Top of Mind em Gerenciamento de Projetos” do PMI – Project Management Institute, além do recebimento do Prêmio Nacional da Qualidade da Fundação Nacional da Qualidade, em 2007, demonstram a solidez de suas práticas de gestão e o sucesso do modelo empresarial do Grupo.